/ aws

Automação de Marketing - Enviando Emails Personalizados

Esses dias recebi um email que parecia ter sido feito exclusivamente para mim. O email continha meu nome e alguns dos meus dados de cadastro. A princípio, pensei realmente que um funcionário tinha enviado aquela email pessoalmente.

Comentei com um amigo sobre como os emails de marketing estão se tornando cada dia mais pessoais para prender a atenção do leitor. Se você utiliza seu email para se cadastrar em sites ou serviços online, tenho certeza que já recebeu dezenas de emails de marketing. Talvez você até tenha pensado que alguns foram feitos exclusivamente para você.

Todo empreendedor sabe da importãncia de possuir uma lista de emails. Quando você coleta o email de alguém que esteja visitando seu site, você cria um canal de comunicação que, quando bem utilizado, pode se converter em venda. Por isso, é extremamente comum você se deparar com algum sistema de coleta de email enquanto navega pela internet.

O problema é: essa prática se tornou comum. A quantidade de emails de marketing enviados todos os dias de forma automática aumentou rapidamente. O desinteresse dos leitores também. É aí que entra os emails personalizados. A grande sacada é incluir informações pessoais nos emails, de forma que o leitor sinta que aquele email foi feito pensando nele. Quem não gosta de exclusividade?

Então preciso enviar os emails manualmente?

Não! O segredo é você possuir um cadastro dos seus usuários com alguns dados básicos, como nome e sobrenome. Você pode coletar esses dados através de uma troca. Por exemplo, você oferece um desconto, um ebook, ou qualquer serviço/produto para os clientes que se cadastrarem. Quando esses dados estiverem em algum banco de dados, você pode enviar emails personalizados ou oferecer descontos específicos e promoções especiais.

Quer ver na prática como funciona? Fiz um link simples pra você inserir seu nome e email. Em seguida, você vai receber email personalizado pra ver como funciona. Se quiser testar, clique aqui.

E como eu faço para ter um sistema desses?

A primeira coisa é coletar e montar sua lista de emails. Por exemplo, você pode incluir um sistema de captação de emails em seu site ou coletar de forma manual pelo instagram ou facebook. Vale notar que esse processo se torna muito mais eficaz se você der algum conteúdo ou produto em troca. Além disso, você precisa também de um local para salvar esses dados. Para isso, você pode usar alguma plataforma de automação de marketing, como o mailchip ou salvar esses dados em algum banco de dados com auxílio de um desenvolvedor.

A segunda etapa consiste em criar emails personalizados. Por exemplo, no mailchimp existe uma ferramenta chamada Merge Tags que são regiões do seu email que serão substituidas por dados pessoais do seu leitor, como, por exemplo, o nome dele. Além disso, você pode integrar o mailchimp com seu site, de modo que os emails inseridos no site sejam cadastrados de forma automática na lista do mailchimp.

Outra opção interessante é utilizar um sistema personalizado em conjunto com algum serviço de email. Por exemplo, eu utilizo o Amazon SES. Além de ser extremamente econômico (certa de 50 centavos a cada 1.000 emails enviados), é possível integrar o sistema de envio de email com qualquer site ou aplicação que você tenha. Você pode integrar sua captura de lead com o envio automático de um email de agradecimento personalizado, tornando a experiência do usuário muito mais satisfatória.

Configurar o Amazon SES e desenvolver um sistema de envio de emails personalizados de forma automática exige um conhecimento técnico que você pode não ter. No entanto, uma lista de emails é um canal de comunicação com o cliente extremamente poderoso. Por isso, você deve considerar a possibilidade de investir em um sistema de envio de emails personalizados.